Emissão - Conhecimento de Transporte (CT-e)

Ultima Atualização: 20/09/2021    Artigo de código : 4282             

Vai emitir o seu primeiro CT-e pelo sistema ou já emitiu anteriormente mas se esqueceu e precisa de uma ajudinha? Tudo bem, o sistema é bem simples e eu vou te explicar esse passo a passo, mas não se esqueça de verificar antes com a sua contabilidade (serviço de consultoria tributária) os dados tributários do seu CT-e, vamos lá!

Importante: Ainda não se registrou no ao³ emissor? Tudo bem, Clique Aqui e veja como realizar o primeiro acesso.

Se você já se registrou, porém não se recorda da sua senha de acesso ao sistema Clique Aqui e veja como realizar a recuperação da senha.

Já se registrou, porém não sabe como acessar o sistema? Clique Aqui para acessar a página de acesso ao ao³ emissor.

Se ainda não configurou o seu CT-e Clique Aqui e veja o passo a passo.

Passo 1: Acesse o Menu Emissão de Notas > Conhecimento de Transporte (CTe).


Passo 2: Agora clique em Novo Conhecimento de Transporte.



Passo 3: Ao abrir a digitação do CT-e note que vai estar na aba Geral.



Passo 3: Nessa etapa selecione o Tipo do CT-e:

0- CT-e Normal : É a versão mais comum do documento, utilizada para registrar todos os serviços de transporte intermunicipais.

1- CT-e de Complemento de Valores: Só deve ser utilizado quando o objetivo é complementar (aumentar)o valor do serviço (frete) ou o valor do ICMS.

2- CT-e de Anulação: Seu uso é indicado quando não é possível cancelar ou enviar uma carta de correção para outro CT-e emitido anteriormente

3-Cte de Substituição: Seu uso é indicado para substituir o CT-e anulado.



Passo 4: Informe o Tipo de Serviço.

0- Normal: Emissão normal do CT-e.

1-Subcontratação: É a Terceirização total do serviço do Transporte. Exemplo: Transportadora A contrata a Transportadora B para realizar a entrega.

2- Redespacho: Aplica-se quando existem duas transportadoras que dividem o percurso dessa entrega, independente se ela for inicial, intermediária ou final do transporte.

3- Redespacho Intermediário: Ocorre quando existem três transportadoras na operação. Transportadora A realiza o transporte até determinado ponto e entrega a mercadoria a Transportadora B, que realiza o transporte até determinado ponto e entrega a mercadoria a Transportadora C, que realiza o transporte até o destino final. Nesse caso o Redespacho Intermediário é da Transportadora B.


Passo 5: A Data e Hora de Emissão são geradas automaticamente de acordo com o relógio da sua máquina, porém você pode editar esse campo manualmente.

Atenção: Verifique a data máxima retroativa aceita pela Sefaz do seu estado na emissão do CT-e.


Passo 7: Clique na setinha e selecione o CFOP que será utilizado nessa operação.


Passo 8: No campo Natureza você deve informar a natureza da operação que será utilizada nesse CT-e. Caso já tenha cadastrado sua Natureza você pode digitar o nome e selecionar a Natureza desejada nas opções que serão apresentadas.

Caso precise cadastrar uma nova Natureza Clique Aqui  e veja o passo a passo.



Atenção: Você também pode cadastrar uma nova Natureza clicando no botão + do campo de Natureza.

Passo 9: Informe as Cidade de Início da Prestação e Cidade do Final da Prestação, lembre-se de digitar o nome da cidade no campo desejado e selecionar através das opções apresentadas pelos sistema.


Passo 10: Selecione o tipo de Tomador do serviço

Atenção: O Tomador é quem paga o Transporte. Caso o tomador da mercadoria não seja o seu Remetente, Expedidor, Recebedor ou Destinatário é necessário selecionar a opção 4 - Outros para que o campo Tomador seja habilitado para edição.


Passo 11: Informe o Remetente e o Destinatário do CT-e, caso já tenha cadastrado basta digitar o nome no campo correspondente e selecionar para que seja vinculado ao seu CT-e.

Se ainda não cadastrou o seu Remetente/Destinatário Clique Aqui e siga o passo a passo.

Você também pode cadastrar o Remetente/Destinatário clicando no botão + desse campo.



Passo 12: Informe o Recebedor, Expedidor e Tomador do CT-e (se houver).

Lembre-se: O campo Tomador só será habilitado quando for selecionada a opção: 4- Outros no campo Tomador do Serviço. Isso ocorre pois ao selecionar as outras opções automaticamente o sistema já replica os dados correspondentes para o Tomador.



Passo 13: Agora clique na aba Informação da Carga, no campo da Carga informe o Valor da Carga, Produto Predominante e Outras Características do Produto.

Em Quantidade de carga selecione o Código de Unidade de Medida, informe o Tipo de Medida e a Quantidade de Carga.



Passo 15: Clique na aba Rodoviário e informe o RNTRC.


Passo 16: Clique na aba Informação de Documentos.

No campo de Documentos selecione o Tipo de documento que será referenciado ao CT-e: Notas Fiscais, Notas Fiscais Eletrônicas ou Outros Documentos, após insira os dados correspondentes ao tipo de documento selecionado.


Para Notas Fiscais: Informe todos os dados referentes a nota fiscal em papel.



Para Notas Fiscais Eletrônicas: Informe os 44 dígitos que compõem a chave de acesso da NF-e, lembre-se de informar apenas números (sem pontos ou espaços).



Para Outros documentos: Informe a data de Emissão, selecione o Documento de Origem, insira a Descrição e o Valor do documento que está referenciando.


Passo 17: Caso esteja emitindo CT-e de Subcontratação, Redespacho ou Redespacho Intermediário no campo de Documentos de Transporte Anterior clique em Adicionar Documento.

Importante: Para CT-e normal esse campo não deve ser preenchido.